Palavra do Presidente

Olá, caro associado e associada!

É com alegria e satisfação que venho colocar para apreciação dos senhores e senhoras o trabalho executado por essa equipe de trabalho a qual me incluo. Sempre com o objetivo de atender nossos associados e seus dependentes da melhor forma possível, procuramos desenvolver ações na área social e esportiva como festas, gincanas e datas comemorativas.

ASPMJ: UMA SENHORA CINQUENTONA DE RESPEITO

Completar cinquenta anos não é para qualquer um e ainda mais chegar a esta idade com muito vigor e disposição. Meio século de história e efeitos que merecem ser registrados para posteridade. Assim é a Associação dos Servidores Públicos do Município de Joinville (ASPMJ), uma Senhora cinquentona que caminhou por décadas agregando e congregando seus Associados, Familiares e a Sociedade por via do esporte, lazer e cultura.

Fundada 01 de setembro de 1967, por intermédio do incentivo do visionário e saudoso (in memória) ex-prefeito Nilson Bender, nasceu aquela que viria a se tornaria uma das maiores associação de classe de Santa Catarina. Incialmente localizada a Rua Senador Felipe Schmidt, esquina com a Pedro Lobo, anos mais tarde, mudou-se para a Rua Max Colin, nas proximidades do antigo prédio da prefeitura.

Idealizada atender os Servidores do Município de Joinville, contava com atendimento na área odontológica, ambulatorial e administrativa. Duas décadas da sua fundação, por volta de 1988, a ASPMJ, com o objetivo de lutar e defender os interesses dos seus Associados assumiu feição sindical, dando origem ao Sindicato dos Servidores Públicos do Município de Joinville (SINSEJ). Em decorrência disto ficou adormecida por mais ou menos meia década.

No inicio da década de 1990 a ASPMJ ressurgiu e desde então encontra-se localizada à rua José Elias Giuliari, local onde se encontra o complexo desportivo, quiosques, restaurante, academia e a sede administrativa, cujo terreno foi cedido pelo Município de Joinville, em 23 de agosto de 1976, pelo então Prefeito Sr. Pedro Ivo Figueiredo de Campos que,  em conjunto com o Presidente em exercício, Sr. José Celino Dias, assinou o Termo de Concessão de Uso da área.

Durante esses 50 anos, inúmeros valorosos Associados contribuíram para o fortalecimento e perenidade da Associação dos Servidores. Todos, sem exceção, foram determinantes para o sucesso desta cinquentona. Diversas diretorias estiveram à frente da ASPMJ e de uma superficial imersão na historia da associação podemos citar alguns Presidentes: Cap. Silvio Silva, José Antônio Kalef, José Celino Dias, Gil Gilson Gonçalves, Marinho Alves, José  Manoel Mendonça (1980), Atanásio Pereira Filho (1982), João Luiz Sdrigotti, Osmar Dalonso (1988 -sindicato), Maria Golveia Machado, Darci de Matos, Luiz Henrique Lima (1996), Cesar Augusto Silveira (1998), Wilson João da Silva (1999), Vilmar C. Borba (2001) – (interventor Dr. Norberto Angelo Garbin – 21/05/2001 a 20/09/2001), Antônio Sergio Lima (2005), Jorge Roberto Damasceno (2009).

Registre-se que durante parte da história, a Diretoria da Associação era composta por Membros indicados pela Administração Pública Municipal. Somente no ano de 1996 ocorreu eleição direta, com votos dos associados. Na ocasião, o presidente eleito o Sr. Luiz Henrique Lima (fonte: Ata do Conselho Administrativo em 23/07/1999).

A história da ASPMJ sobrevive na memória dos seus Associados. Poucos são os registros formais aptos a descrever tudo aquilo que foi vivido ou vivenciado. Certo é que a cada evento muito se ouve dos tempos de ouro, dos bailes, dos eventos e, principalmente, da trajetória da construção do que hoje é um exemplo de complexo desportivo.

Sócios pioneiros descrevem que a Associação, há muitos anos, dispunha de uma lanchonete, uma quadra de futsal aberta e com piso de cimento. Dizem que com auxílio da Prefeitura, nos tempos em que era permitido, foi se ampliando e deu origem ao Ginásio Mário Tim, nos idos dos anos 1980. Outros falam da construção dos pequenos quiosques, do campo de futebol sete, da quadra de areia e, como esquecer, da antiga sede administrativa, onde hoje está a sala de artes marciais e estabelecida a ASAPI.

A Administração Municipal, ao longo dessa história, sempre foi parceira e até novembro de 2002 contribuía com repasse de verbas. Com a sobrevinda da lei de responsabilidade fiscal (Lei Complementar nº 101/2000) o Ministério Público Estadual interveio e notificou o Prefeito Marco Antônio Tebaldi, determinando a cessação dos repasses. A partir deste momento a Associação teve que caminhar com recursos próprios (mensalidades, convênio e taxas dos quiosques, quadras e outro), o que acontece até hoje.

A história da ASPMJ é marcada por uma característica que lhe é própria: a presença e participação dos Associados e seus Familiares. Foi dessa comunhão de esforços que a partir de 2009, a associação teve um novo salto de desenvolvimento e qualidade, no âmbito estrutural e patrimonial, como também nas atividades esportivas e sociais.

No âmbito patrimonial e melhorias dos equipamentos, relembra-se a colocação calhas e da manta asfáltica sobre a cobertura do ginásio Mario Tim, solucionando um problema que se arrastava anos. Quem se recorda das goteiras e os tombos nos partidas de futebol, isto quando se podia jogar? Inclui-se ai a reforma da quadra de taco com a substituição do piso antigo por piso de madeira, pintura de marcação da quadra de piso, revigorando um dos mais antigos e lembrados ginásios da nossa Cidade.

Revitalização do pátio, com confecção da calçada em frente a sede administrativa e  da lateral do ginásio, bem como da antiga sede administrativa, eliminando a histórica infiltração que comprometia a estrutura.

Ainda sobre o patrimônio, cita-se também a construção do playground para atender crianças até 10 anos, criando um ambiente de lazer seguro e próprio para as crianças, a construção do quiosque nº 5 com capacidade para 120 pessoas sentadas, reforma e ampliação dos quiosques nº 2 e nº 4, estando em andamento o quiosque nº 3, todos eles com design moderno e climatizados.

Aquisição de automóveis para auxiliar e agilizar os trabalhos internos e externos da associação, substituição da grama sintética. Fechando o rol patrimonial, talvez um das maiores conquistas dos Associados: a construção do prédio, onde hoje abriga a sede administrativa e também a academia. Trata-se de um equipamento moderno a altura da história da ASPMJ e todos os Associados, construído 100% como capital próprio e sem qualquer financiamento.

Seguindo sua vocação de união e integração por via da prática desportiva, o Departamento de Esporte, proporciona atividades esportivas e de lazer com calendário definido para o ano todo, com a realização de torneios, campeonatos, gincana de pesca e, ainda, o maior eventos de todos, os Jogos da Amizade, que conta com a participação de outras cidades e permite o congraçamento com Colegas Servidores de outros Municípios, evento este que historicamente sempre gerou histórias e lendas para se contar, além de uma participação vitoriosa e de destaque dos inúmeros Associados.

No Social a programação de eventos vem sendo aprimorada e o calendário anual conta com jantar do dia das mães, a tradicional festa junina, jantar dos dias dos pais e festa do dia das crianças, que a cada ano cresce a participação dos sócios e seus dependentes. O calendário conta ainda mimos na páscoa e no natal, fechando o ano com o já tradicional sorteio de brindes, pelo quinto no consecutivo, com um carro 0 km, moto, geladeira, maquina de lavar, TV, ar condicionado, forno elétrico, forno microndas e outros.

ASPMJ chega aos cinquenta anos com mais de 6.600 sócios e com uma área construída de mais de 3.800m², colocando-se como uma gigante entidade associativa dessa natureza. Toda esta história se deve aos seus pioneiros, sem quais nada do que foi construído seria possível. Uma história de sucesso se escreve pelos atos e atitudes das pessoas e, neste quesito, as conquistas e realizações da Associação dos Servidores Públicos do Município de Joinville exaltam essas premissas e denotam o comprometimento e dedicação das pessoas que estiveram e estão a frente da associação e principalmente pela confiança e participação do Associado.

Olhando para o passado percebo a UNIÃO PARA CONSTRUIR cinco décadas de história. No presente sinto o peso e a responsabilidade de conduzir esta importante instituição reconhecida e relembrada dentro e fora de Joinville, o que me faz olhar para o futuro e traçar o caminho que deve ser percorrido, sem saber qual será o resultado ao final da jornada, assim como aconteceu com todos aqueles que me sucederam e contribuíram para o sucesso de vida da ASPMJ.

Sinto-me feliz e honrado por ter o privilégio de fazer parte desta historia. Agradeço aos Diretores, funcionários, os parceiros, as Administrações Públicas, anteriores e a atual, que de uma forma ou de outra contribuíram nessa caminhada. A você, Associado, responsável por esses 50 anos de sucesso e realizações, agradecimento mais que especial pela confiança em mim depositada para representá-lo, levando à frente o estandarte do slogan “UNIR PARA CONSTRUIR” e com ele impulsionar outros 50 anos de história.

JORGE ROBERTO DAMASCENO

Presidente